Canaveral National Seashore | Foto: New Smyrna Beach
Sunshine State – apelido carinhoso deste estado do sul dos Estados Unidos já tão familiar aos brasileiros – vai muito além de suas lindas praias, parques temáticos e outlets. Repleto de vida selvagem e natureza intocada, há muito a ser explorado na Flórida. Confira!Natureza em estado brutoComposta por mais de 58.000 acres de ilha barreira (ilha formada por uma faixa arenosa, estreita e comprida, paralela à linha da costa), lagoa aberta, rede costeira, florestas de pinheiros e águas marítimas, o Canaveral National Seashore – em New Smyrna Beach, na costa leste da Flórida e cerca de uma hora de Orlando – é o habitat natural para muitas espécies, incluindo aves aquáticas, jacarés, lontras, cobras, peixes-boi e muito mais. Ali, os visitantes podem ver mais de perto o lado natural da Flórida e sua incrível vida selvagem. Todos os anos, milhares de tartarugas-marinhas retornam às 24 milhas de sua costa imaculada e intocada. Espécies tais como a comum, a de couro, a verde e a de Kemp ali chegam para botar seus ovos entre os meses de abril a outubro.                         (Canaveral National Seashore | Foto: New Smyrna Beach)Os visitantes podem fazer reservas para participar de uma excursão guiada de observação de tartarugas para ter a chance de ver esse processo ao vivo. O parque também é um local privilegiado para entusiastas de observação de pássaros: mais de 310 espécies de aves podem ser encontradas ali, incluindo a tarambola de Wilson, falcões de cauda vermelha, íbis brancos, grandes garças azuis e muito mais. Várias espécies ameaçadas ou em perigo de extinção também chamam o parque de lar: águias-carecas, cegonhas-de-pau, gralhas-da-Flórida, falcão peregrino do Ártico e o caracara-de-crista. Seu habitat diversificado, com uma vegetação que vai de mangues a antigos carvalhos, é um ambiente acolhedor para essas criaturas. Os pescadores também se encantarão com o parque nacional, que inclui partes da Indian River Lagoon, o estuário mais diversificado da América do Norte. Bluefish, badejo e pampo são apenas alguns dos peixes mais populares por ali. Para explorar o parque e sua vida selvagem, os visitantes têm várias opções.O caminho autoguiado Black Point Wildlife Drive, de 10 quilômetros, leva os visitantes através de pântanos e pinhais e é perfeito para quem quer aproveitar o parque do conforto de seu carro. As trilhas curtas e também autoguiadas de Castelo Windy, Turtle Mound, Eldora Hammock, Carvalho, Hammock, Palm Hammock e Cruickshank Trail são imperdíveis. Você também pode descobrir a região pelas águas: traga seu próprio caiaque ou alugue um em New Smyrna Beach e explore seus canais.Paraíso verdeTambém na costa leste da Flórida e a pouco mais de uma hora de Orlando, encontra-se o Tomoka State Park, na região de Daytona Beach. Entrar nele é também entrar em Nocoroco, uma aldeia indígena Timucana reconhecida em 1605 como a primeira aldeia indígena ao sul de St. Augustine. As águas que cercam o parque são populares para canoagem, passeios de barco e pesca. Ele protege uma variedade de habitats de vida selvagem e espécies ameaçadas, como o peixe-boi das Índias Ocidentais, e é um paraíso para observadores de pássaros com mais de 160 espécies avistadas, especialmente durante as migrações de primavera e outono. Os visitantes podem passear por uma trilha natural de pouco mais de um quilômetro e meio, através de uma floresta tropical que já foi um campo de plantação de índigo durante o século XVIII. Ali se encontra The Tomoka Outpost, um local que oferece lanches, suprimentos para camping, aluguel de canoas e onde se pode apreciar a vista para o rio.(Tomoka State Park | Foto: divulgação)Nos passos dos índios CalusaJ.N. “Ding” Darling National Wildlife Refuge, localizado na ilha de Sanibel, é o lar de muitas espécies exóticas de aves e plantas. Um percurso de 6,5 km com acesso a trilhas terrestres e aquáticas oferece inúmeras oportunidades aos amantes da natureza para presenciarem a fauna local.                         (J.N. “Ding” Darling National Wildlife Refuge | Foto: divulgação)Passear de caiaque nas ilhas barreira é uma maneira bastante popular para conhecer a região e sua vida selvagem. A Great Calusa Blueway Paddling Trail é uma trilha com mais de 300 quilômetros para canoas e caiaques e que serpenteia pelas águas costeiras e afluentes do Condado de Lee, na Flórida. Ela atrai desde canoístas de primeira viagem até remadores avançados, e abriga uma abundante vida marinha, aves costeiras e crustáceos. Uma das atrações mais aclamadas do sudoeste da Flórida, a Blueway e a área de Fort Myers / Sanibel Island (a pouco mais de duas horas de carro de Miami) foram reconhecidas como um dos melhores destinos de caiaque da América do Norte. A trilha recebeu a designação deNational Recreation Traile faz parte da Florida Circumnavigational Saltwater Paddling Trail.(Great Calusa Blueway Paddling Trail | Foto: divulgação)Os locais de entrada estão designados ao longo da trilha, bem como outras comodidades, tais como áreas para acampamentos, restaurantes, marinas e locais históricos e culturais dos antigos índios Calusa. A perna de Caloosahatchee oferece ao Blueway uma exuberante e verdejante dimensão do que os locais chamam de Old-Florida, completa com carvalhos cobertos de musgo espanhol ao longo das margens pontilhadas por extensas áreas de preservação. Na trilha, remadores novatos a experientes podem se aproximar das excepcionais fauna e flora enquanto exploram baías, reservas aquáticas, refúgios de vida selvagem, riachos, rios e manguezais. Muitas das trilhas seguem o mesmo curso traçado há cerca de 2.000 anos pelos primeiros moradores da região, os índios Calusa.
Share This