Medida acontecerá de forma gradual e em um primeiro momento somente pelo Aeroporto Arturo Merino Benítez – Foto: Santiago do Chile – Divulgação 

Após quase 250 dias fechadas devido à pandemia do novo coronavírus, as fronteiras do Chile já têm data de reabertura para receber os primeiros estrangeiros apenas por via aérea e por meio do Aeroporto Arturo Merino Benítez. Dessa forma, a partir da meia noite da próxima segunda-feira, 23 de novembro, segundo decreto oficial, serão retiradas as restrições para entrada de turistas internacionais, os quais deverão cumprir restritas medidas sanitárias de acordo com o protocolo elaborado pelo Ministério da Saúde – do qual participou a Subsecretaria de Turismo.

O primeiro requisito será que, antes de chegar ao Chile, os passageiros deverão preencher uma declaração juramentada constando a origem, destino, condição de saúde e possíveis sintomas relacionados ao coronavírus – procedimento similar ao que foi implementado há alguns meses para cidadãos chilenos.

O subsecretario de Turismo, José Luis Uriarte, comemorou o anúncio, já que será possível reativar o setor turístico e dar mais um passo no plano que o governo implementou. Entretanto, destacou a importância de todos continuarem se cuidando e respeitando os protocolos sanitários para não haver retrocesso. 

“Apesar de ser possível visitar o Chile, com a abertura das fronteiras e entrada permitida de turistas estrangeiros, a pandemia ainda não terminou. Essas medidas não significam que podemos relaxar, pelo contrário, devemos ser ainda mais responsáveis e cuidadosos, pois conforme a condição sanitária permita, avançaremos ainda mais para poder reativar o setor”, completou Uriarte.

O protocolo para ingresso de estrangeiros contempla, além da declaração juramentada de cada visitante, um exame PCR negativo feito até 72 horas antes do voo.

Dessa forma, os turistas não precisarão fazer quarentena, mas serão controlados por meio de um aplicativo que os monitorará de maneira constante. Isso permitirá o rastreamento do itinerário do visitante e ação rápida ao surgimento de qualquer sintoma que requeira atenção.

O subsecretario de turismo explica que o PCR negativo é parte fundamental para manter a segurança do país. “Ninguém poderá embarcar em seus locais de origem se não tiverem o exame negativo”.

O protocolo de reabertura de fronteiras para ingresso de turistas estrangeiros será realizado de forma gradual. Por isso, primeiramente ele será feito por via aérea e somente pelo Aeroporto Arturo Merino Benítez. A entrada por via terrestre e marítima permanecerá fechada a espera que a condição sanitária permita sua reabertura.

Share This