Foto: Divulgação

Por Jornal Turismo&Eventos

visit.brussels, agência de comunicação para o turismo de Bruxelas, que tem como objetivo promover o lado cosmopolita de Bruxelas, com ligações permanentes com outras partes do mundo, compartilhou dados de visitas em reunião realizada no último dia 4.

Após os eventos de 2015 e 2016, visit.brussels adotou estratégias de recuperação de sua imagem, tais como a ação ‘call brussels’ e a campanha ‘Where will Brussels take you’ – que geraram diversos empregos no setor hoteleiro. Tais campanhas receberam uma série de prêmios internacionais.

Em 2017, a organização atingiu um de seus objetivos: fazer com que os turistas começassem a retornar a Bruxelas. Em 2017, foram um total de 6,065 milhões de pernoites, um aumento de 21% em relação ao ano anterior. O setor de lazer registrou excelente crescimento (+ 31%). Os pernoites dos turistas que vêm do mercado do BRIC (Brasil, Rússia, Índia, China) também mostraram um claro aumento (+ 59% para o Brasil e + 38% para a Rússia). Foi a primeira vez que os mercados de turismo “emergentes” tiveram o maior crescimento, de acordo com os dados apresentados.

Bruxelas confirmou que a taxa de ocupação hoteleira durante o primeiro trimestre de 2018 atingiu um nível recorde (67,4%) e o preço médio dos quartos (€ 114,90) foi de três pontos e € 5,40 superior ao de 2017.

Um dos focos de promoção do visit.brussels é a cultura da região, e esta tem sido um elemento-chave da oferta turística de Bruxelas. Os museus (mais de 100 na região) e as atrações em Bruxelas receberam mais de 4,2 milhões de visitantes em 2017. Além disso, a cada ano, mais de 20.000 eventos culturais são inscritos na agenda.

Por tal razão, durante a Conferência Interministerial de Cultura (CIM), os ministros Sven Gatz, Alda Greoli, Pascal Smet, o Ministro-Presidente Rudi Vervoort e a Secretária de Estado Fadila Lanaan decidiram fortalecer a cooperação em comunicação cultural em Bruxelas. Para esse fim, foi criada a agenda.brussels, uma plataforma de comunicação para oferecer aos fãs de arte e cultura uma amostra de todos os eventos culturais na capital – desta forma, os ministros pretendem reforçar a ambição internacional de Bruxelas de se tornar uma cidade referência em arte.

visit.brussels assumiu desde então o papel de gestão e assegurará a troca de dados entre todas as partes interessadas de língua francesa e holandesa e os 19 distritos da região de Bruxelas-Capital. O site que será desenvolvido se tornará uma referência multilíngue.

De acordo com o vice-presidente do visit.brussels, Frank Lelon, “a decisão reforça o papel da organização no que diz respeito à comunicação e demonstra a vontade das diversas partes interessadas em centralizar as comunicações a fim de garantir melhor qualidade e rapidez na informação aos diversos setores culturais da região de Bruxelas”.

Share This